abr
9
2012
A Páscoa do Ex-Gordo
Véião mandando bem na cozinha

Véião mandando bem na cozinha

Ano passado na Páscoa estava começando a comer sólidos, fiz um peixe no vapor enquanto meus familiares comiam um belo bacalhau, sobremesa era sorvete e eles comendo chocolates e tudo mais, lembro que foi tranquilo e não tive vontade alguma de comer o que eles comiam.

Ontem as coisas mudaram, já comendo de tudo e precisando ganhar peso, lá fui eu pro almoço de Páscoa, na entrada salada do Dilsão, uma inovação com tomates, melão, salmão defumado e polvo, se o visual já estava bonito, imaginem o sabor.

Porém, como meu estomago está pequeno, achei melhor comer só o salmão, uma fatia e pronto, logo fui para o prato principal, Bacalhau com batata esmurrada e brócolis, estava divino. Como o Dilsão, modéstia parte, cozinha bem, é incrível, os vizinhos devem ficar doentes do cheiro que exala.

O Sr. Bacalhau não resisti, comi um pedaço de pequeno pra médio, meia batata e um brócolis, para pouco, mas com o estomago novo pra comer isso precisei de muito esforço e cerca de 40 minutos, mas valeu muito a pena, estava divino, leve e saboroso como deve ser e tem sido minha alimentação.

Não foi fácil resistir

Não foi fácil resistir

Agora na tão esperada sobremesa foi um momento de escolha mesmo, além de um pudim divino tinha quindim e sorvete, então precisei escolher, e o vencedor foi o sorvete, especialmente por ser gelado e descer melhor, afinal é pastoso.

Até assumo que fiquei com vontade de atacar o resto, mas evitei ressuscitar o tiranossauro dentro de mim, e mesmo sentindo um pouco de vontade em comer as demais coisas, fiquei satisfeito e estufado com o meu sorvete.

Porém, no período noturno, não resisti e comi um chocolate, um daqueles que vem dentro de caixa de bombom e foi suficiente para matar meu desejo, nem eu acredito que fique contente com tão pouco, antigamente comia tudo feito um louco e hoje o mínimo me satisfaz, como isso é gostoso, até porque agora consigo realmente sentir o sabor das coisas, ao invés de sentir a barriga estufada.

Matou minha vontade

Matou minha vontade

O grande aprendizado foi ter a certeza que mesmo na fartura e com todos os alimentos que gosto é possível comer de tudo, até doces, desde que não faça tudo de uma vez só e coma com o estomago e não com os olhos como fazia antes.

Talvez seja esse o grande motivo da mudança da minha alimentação atual, afinal consigo comer de tudo, sem exagero, porque perdi àquela vontade incontrolável em comer tudo que enxergava e agora como apenas o que preciso.

 

 

Proximo Post: »

Sobre o Autor:

Após academia, nutricionistas e endocrinologistas resolvi “entrar” na faca. Estou com 35 anos, 1,76 m (vamos ficando velho, corcunda e encolhermos) e 124,3 Kilos.

Comentários fechados

Cadastre seu email e receba as atualizações do site

Enquete

Você é a favor da Cirurgia

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Calendário

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
UA-23356810-2